Entrega do Prêmio Herói da Estrada Goodyear

Goodyear premia caminhoneiro da região que salvou a vida de pintor

O caminhoneiro Tércio Ferreira, de 47 anos, de Salmorão (SP) é o mais novo premiado do programa “Herói da Estrada”, promovido pela fábrica de pneus Goodyear para valorizar os caminhoneiros do Brasil.

Ele recebeu o troféu após ter a história de heroísmo escolhida entre outros 700 relatos de todo o Brasil. Ferreira salvou um pintor, que desmaiou no interior de uma caixa d’água e ficou sem saída. O fato ocorreu em Luis Antonio, cidade da região de Limeira. Enquanto comprava materiais de uso pessoal, Ferreira viu um rapaz no alto da caixa d’água pedindo por ajuda. “Eu fui ver o que estava acontecendo e fui informado que o pintor havia desmaiado com o cheiro da tinta e não conseguia sair de dentro da caixa d’água, que não tinha saída de emergência”, explicou.

Alguns queriam abrir a caixa d’água com maçarico, mas havia o risco de explosão. Numa iniciativa rápida o caminhoneiro quebrou a saída de água da caixa e já ajudou a melhorar um pouco a ventilação do ar no interior. “Mas isso não seria suficiente e o rapaz poderia morrer se continuasse inalando os gases tóxicos da tinta”, contou o profissional.

Diante disso, ele pegou seu caminhão e colocou próximo da instalação. Com a ajuda de uma mangueira de jardim e do equipamento de ar comprimido que todo caminhão tem, ele bombeou ar limpo para o interior da caixa d’água. “Em pouco tempo o ar foi renovado, ele voltou a si e conseguiu sair de dentro da caixa d’água”, afirmou o motorista.

Entrega

A entrega da premiação ocorreu ontem de manhã, na loja da Caiado Pneus, localizada na avenida Tiradentes, 1.300, em Marília. Foi o próprio motorista quem escolheu a loja onde queria receber o troféu. Na ocasião o diretor de marketing Fábio Garcia destacou o programa “Herói da Estrada”, que já é desenvolvido nos Estados Unidos, Alemanha, África do Sul e Filipinas.

O programa começou no Brasil em 2011 e vai premiar, até o final do ano, 10 caminhoneiros com histórias de heroísmo. Ferreira foi o quinto premiado pelo programa. No final do ano, os 10 melhores participarão de um outro sorteio, que vai ter três faixas de premiação. O primeiro colocado vai ganhar um caminhão Volkswagen “Constellation”; o segundo vai levar R$ 30 mil em pneus e recauchutagem e o terceiro vai levar R$ 15 mil em pneus e recauchutagem.

Garcia explicou que qualquer caminhoneiro que resida no Brasil e exerça profissionalmente a atividade de motorista, com CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e exame médico em dia, pode participar. Para isso, o caminhoneiro precisa ter vivido uma situação em que realizou um ato heróico e contribuiu para a sociedade. O fato deve ter ocorrido no Brasil entre os anos de 2000 e 2010 e, no momento em que aconteceu, o caminhão dirigido deveria ter obrigatoriamente 10 ou mais rodas.

As histórias serão classificadas de acordo com a veracidade e a participação direta do caminhoneiro. A organização do programa pode solicitar ao participante alguns documentos para comprovar o relato, como boletins de ocorrência, fotos ou testemunhas. As histórias com indícios de fatos que não sejam verdadeiros podem ser anuladas.

Fonte: http://www.correiomariliense.com.br/materia.php?materia=15844

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Rolar para cima